OAB/RN requer aplicação imediata das provas da 2ª fase do XXI Exame de Ordem

A diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte informa que requereu à Fundação Getúlio Vargas a realização imediata da segunda fase do XXI Exame de Ordem Unificado nas cidades de Natal e Mossoró, suspensa em razão da onda de violência deflagrada no estado, clima de instabilidade social e ausência de transporte público no dia de aplicação das provas, 22 de janeiro.

A Seccional Potiguar se posiciona contrariamente à deliberação da FGV de aplicar as provas somente no dia 28 de maio, quando acontecerá a 2ª fase do XXII Exame de Ordem.

Diante dos argumentos apresentados pela FGV – proximidade temporal com a 2ª fase do XXII Exame; alto custo para realização isolada da 2ª fase no RN; dificuldade para montagem de nova prova; necessidade de convocação da banca para confecção de novas questões; e que uma nova data prejudicaria o cumprimento do cronograma já estabelecido, entre outros – a OAB/RN discorda integralmente de seu conteúdo, entendendo que é possível a aplicação da 2ª fase do XXI Exame de Ordem em data anterior a que foi estabelecida pela Fundação Getúlio Vargas.

“Apesar da ausência de responsabilidade dos organizadores do Exame nos fatos que provocaram a sua suspensão, a Fundação e a Coordenação Nacional do Exame de Ordem devem garantir a nova aplicação da prova em um tempo mais curto, que possa minimizar os transtornos impostos aos examinandos”, disse o presidente da OAB/RN, Paulo Coutinho.

A Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte reitera, pois, o compromisso com todos os examinandos, tendo já encaminhado ao Conselho Federal da OAB pedido de adoção das providências cabíveis, a fim de que nova prova seja realizada o mais rápido possível.

OAB-RN

 

Powered by WPeMatico

Lagoa da Rondinha é opção para veranistas em Pinhal

Mar ou as águas calmas da Lagoa da Rondinha, situada a 1 quilômetro do Centro do Balneário, na localidade de Portal da Figueira Crédito: Alina Souza

O veranista que for a Balneário Pinhal terá mais de uma opção para nadar: o mar ou as águas calmas da Lagoa da Rondinha, situada a 1 quilômetro do Centro do Balneário, na localidade de Portal da Figueira. O local, ainda rústico, apresenta uma beleza natural exuberante, com a sua margem tomada por juncos. Um trapiche foi construído e leva até dentro da lagoa, onde é possível mergulhar sem ter grandes problemas, pois perto da margem é raso. Com cerca de 2 quilômetros de extensão, o local é guarnecido por salva-vidas, mas tem apenas um trailer para que os turistas possam comprar cachorro-quente. Banheiros químicos foram instalados no terreno. A entrada e gratuita.

Foto: Alina Souza

Quem chega no local tem que entrar por uma pequena estrada de chão batido e com alguns buracos.  Após isso, é só estacionar o carro e desfrutar o ar tranquilo da lagoa. Muitos frequentadores costumam pegar tijolos para fazer churrasco. De acordo com o secretário interino do Meio Ambiente de Balneário Pinhal, Gilson Prestes, um projeto de melhorias no local deverá ser posto em prática para o ano que vem. Nele, salientou, está prevista a construção de um caminho, que virá da margem perto da ERS 040 até o trapiche, algo em torno de 2 quilômetros. Neste caminho deverão ser instalados quiosques para que os visitantes tenham opções de alimentação. “A lagoa recebe cerca de 50 pessoas nos finais de semana”, calcula Prestes. “Com as melhorias, é bem provável que o número de visitantes duplique”, comentou.

Maria Noemi de Castro foi pela primeira vez a Lagoa da Rondinha e ficou encantada com o local. Ela, que é moradora de Porto Alegre, contou ter adquirido um terreno próximo do local e pretende ir seguido na lagoa. Como tem problemas nas pernas, Maria Noemi disse não poder entrar muito no mar, pois as ondas fortes a derrubam e ela necessita do amparo de alguém para levantar-se. “Na lagoa é diferente, pois a água é calma”, ressaltou. “Mesmo assim preciso que uma das minhas filhas entre comigo”.

Foto: Alina Souza 

Powered by WPeMatico

2,175 milhões de pessoas tiveram doenças ligadas ao 'Aedes' em 2016

Foram 846 pessoas mortas em 2016 pelas doenças do Aedes
Folha Vitória – Cidades 2

A previsão da tríplice epidemia se confirmou. Boletim divulgado nesta quinta-feira (2) pelo Ministério da Saúde mostra que em 2016 o País conviveu com epidemias simultâneas: dengue, chikungunya e zika. Ao todo, foram 2,175 milhões de casos de infecções, com 846 mortes. Chama a atenção o expressivo número de óbitos provocados por chikungunya.

Durante 2016, 196 pessoas morreram em razão da infecção, 14 vezes mais do que o registrado em 2015, com 14 óbitos Quando o vírus foi confirmado no País, autoridades sanitárias afirmavam que a doença trazia pouco risco de morte. A zika, outra doença também que era tida como “prima fraca” da dengue, provocou 8 mortes.

Presidente da Fiocruz diz que é praticamente impossível erradicar o Aedes

O boletim indica que a epidemia de dengue ocorreu em todas as regiões do País. Os Estados mais castigados foram Minas (com 2.531 casos a cada 100 mil habitantes), Goiás (com 1.845 casos a cada 100 mil habitantes), Mato Grosso do Sul (com 1.684 casos a cada 100 mil habitantes) e Rio Grande do Norte (com 1.670 casos a cada 100 mil habitantes).

A chikungunya afetou sobretudo o Nordeste. Sete de nove Estados apresentaram níveis considerados muito altos, com incidência superior a 300 casos por cada 100 mil habitantes. No Sudeste, a maior incidência ocorreu no Rio, com 108 casos a cada 100 mil habitantes.

Os casos de zika foram em menor número: 215.319. A maior incidência foi no Mato Grosso (671 casos por 100 mil), Rio de Janeiro (414 casos por 100 mil) e Bahia (340 por 100 mil).

Aprenda a diferenciar os sintomas da dengue, chikungunya e zika

Powered by WPeMatico

Prefeitura do Rio e PM debatem planejamento de segurança para Carnaval 2017

Representantes das forças de segurança da prefeitura do Rio, Seop (Secretaria Municipal de Ordem Pública) e GM (Guarda Municipal), se reuniram com agentes da PM (Polícia Militar), nesta quarta-feira (1º), para debater o planejamento de segurança do Carnaval 2017.

Durante o encontro, ficou acertado que a região do Boulevard, no centro, estreia na folia com esquema especial de patrulhamento. Já os frequentadores das praias da zona sul e da zona oeste contarão, pela primeira vez, com a atuação conjunta da GM e da PM na Operação Verão, resultado da parceria inédita que garantiu a implantação do sistema integrado de radiocomunicação operado pelas duas instituições na mesma frequência.

A comunicação integrada via rádio funciona do Leme ao Pontal desde o último dia 14, marcando o início do Plano de Prevenção Contra Pequenos Delitos e Arrastões. Elaborado pela Seop, o plano conta com ações práticas de patrulhamento desenvolvidas por equipes da Guarda Municipal, além de avanços como estações de videomonitoramento que, por enquanto, trabalham com cerca de 80 das mais de 800 câmeras da Prefeitura distribuídas por toda a cidade até agora com foco em ações de trânsito.

Powered by WPeMatico

Anvisa proíbe venda de emagrecedores fitoterápicos clandestinos

Segundo a agência, os fitoterápicos são clandestinos, ou seja, não têm registro que autorize a venda
Pinterest

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu nesta quinta-feira (2) a comercialização dos emagrecedores Phytoemagry, Natu Diet e Natural Dieta. Segundo a agência, os fitoterápicos são clandestinos, ou seja, não têm registro que autorize a venda.

De acordo com a Anvisa, a empresa Natura Leve, fabricante dos três produtos, não tem autorização de funcionamento.

“Determinou-se, então, a proibição, em todo o território nacional, da fabricação, distribuição, divulgação, comercialização e uso dos produtos destacados”, informou a agência, em nota.

Powered by WPeMatico