Conselho de Medicina investiga vazamento de dados de Dona Marisa no Sírio-Libanes

O hospital Sírio Libanês em São Paulo – Parceiro / Agência O Globo

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) instaurou uma nova sindicância para apurar a divulgação de dados sigilosos do diagnóstico da ex-primeira-dama dona Marisa Letícia, horas depois de sua internação.

Conforme mostrou nesta quinta-feira o site do GLOBO, a médica reumatologista Gabriela Munhoz, de 31 anos, estava no pronto-socorro do Sírio-Libanês no momento do atendimento à ex-primeira dama e confirmou em um grupo de whatsapp de antigos colegas de faculdade detalhes do Acidente Vascular Cerebral (AVC) sofrido pela paciente.

De acordo com o Código de Ética Médica, profissionais de saúde não podem permitir o acesso de terceiros a prontuários de pacientes. A médica foi demitida do pronto-socorro do hospital.

“O exercício da medicina deve respeitar e preservar todos os aspectos do doente: físico, emocional e moral, transcendendo tabus, crenças e preconceitos, em nome da fidelidade ao compromisso de tratar e cuidar de todos, sem qualquer distinção”, escreveu a direção do Cremesp em nota pública divulgada à imprensa.

No dia da internação de Marisa, um médico que atua fora do Sírio Libanês foi o primeiro a enviar informações sobre o diagnóstico de dona Marisa no grupo “MED IX”, que reúne alunos formados em medicina em 2009 na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul.

Pedro Paulo de Souza Filho postou imagens de uma tomografia atribuída a dona Marisa Letícia, acompanhada de detalhes que foram confirmados, em seguida, por Gabriela. Os dados foram compartilhados por Pedro Paulo a partir de um outro grupo de médicos, intitulado “PS Engenho 3”, e atribuídos ao cardiologista Ademar Poltronieri Filho.

Na nota oficial, a direção do Cremesp lembrou que “sob o juramento hipocrático e os princípios fundamentais da Medicina, todo médico deverá ‘guardar absoluto respeito pelo ser humano e atuar sempre em seu benefício’”.

Citando os mesmos princípios, o conselho registrou que o médico “jamais utilizará seus conhecimentos para causar sofrimento físico ou moral, para o extermínio do ser humano ou para permitir e acobertar tentativa contra sua dignidade e integridade”’.

Na quinta-feira, o Cremesp há havia iniciado uma sindicância para apurar a divulgação de imagens de um exame de tomografia de Marisa Letícia, a mesma que chegou ao grupo “MED IX”, do qual Gabriela participava. As informações sobre o diagnóstico de Marisa Letícia se espalharam em diversos grupos de Whatsapp.

O Globo

Powered by WPeMatico

Letreiro turístico #amores é instalado no Santuário Nacional São José de Anchieta

Folha Vitória – Cidades 2
Folha Vitória – Cidades 2

A ação é um antigo desejo do Santuário Nacional de Anchieta
Foto: Reprodução

A cidade de Anchieta ganhou mais um atrativo para moradores e turistas. Um grande letreiro com a hashtag #amores foi instalado em frente ao Santuário Nacional São José de Anchieta, no centro da cidade.

A instalação oficial ocorreu na tarde de ontem (02). Logo após, centenas de pessoas já compartilharam nas redes sociais fotos com o novo atrativo.

A ação é um antigo desejo do Santuário Nacional de Anchieta, atendido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Turismo (Setur), em parceria com a Prefeitura de Anchieta.

Outros lugares no mundo e no Brasil, que possuem no turismo uma forte âncora econômica, também têm este tipo de atrativo.

Para o secretário de Estado de Turismo, José Sales Filho, a instalação de mais um letreiro consolida a marca #amores, que surgiu na campanha lançada ano passado com o intuito de estimular o compartilhamento das belezas do Espírito Santo.

De acordo com o prefeito de Anchieta, Fabrício Petri, o letreiro irá impulsionar ainda mais o turismo no município. “Nossa vocação turística é ampla e esse projeto irá nos fortalecer. Acredito que isso seja o começo de uma ação ainda maior para fomentar todas as áreas turísticas do nosso município”, disse.

Além do prefeito, o secretário estadual de Turismo, José Sales Filho; o reitor do Santuário, padre César Augusto e vereadores da cidade participaram do lançamento.

Sobre o letreiro

O letreiro turístico possui a expressão #amores, com as letras brancas e o coração em vermelho, e tem 1,2 metro de altura por 6 metros de comprimento. O letreiro é confeccionado por peças feitas de chapa de aço galvanizado com acabamento de pintura automotiva, para resistir bem às variações climáticas.

A Setur lembra aos visitantes que a estrutura não é feita para se apoiar ou sentar e pede que os adesivos com as orientações no letreiro sejam respeitados.

Guarapari, Domingos Martins, Marataízes e Vila Velha, também têm o letreiro, na Praia do Morro, na Praça Arthur Gerhardt, na Lagoa do Siri e Praça dos Ciclistas, respectivamente.

Powered by WPeMatico

Produção do setor eletroeletrônico recua 11,3% em 2016, revela Abinee

São Paulo – A produção do setor eletroeletrônico deu sinais de recuperação em dezembro ao crescer 7,3% em relação a novembro, com ajuste sazonal, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), com base em informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No entanto, em 2016, o segmento ainda recuou 11,3% ante 2015, retração mais expressiva que a indústria geral (-6,6%) e que a indústria de transformação (-6,1%).

No ano, o resultado foi motivado pela queda de 14,8% na indústria eletrônica e de 8,6% na elétrica. No caso da eletrônica, foram observadas reduções em todos os seus subsetores, destacando os equipamentos de informática e periféricos (-20,3%). Já na elétrica, só a produção de pilhas, baterias e acumuladores elétricos aumentou (4,2%), e houve recuos de até 27,2%, como no caso de lâmpadas e outros equipamentos de iluminação.

“Este desempenho da produção está em linha como o faturamento do setor, que teve queda real de 11% no ano passado, atingindo praticamente todos os segmentos da Abinee, confirmando a baixa atividade da indústria”, afirma o presidente executivo da Associação, Humberto Barbato.

Em dezembro, a expansão de 7,3% foi motivada principalmente pelo aumento da produção de bens eletrônicos (15,2%), uma vez que a indústria elétrica ficou praticamente estável (0,4%). No confronto com o último mês de 2015, a produção do setor eletroeletrônico teve alta de 8,0%, a segunda nessa base de comparação no ano de 2016. Em agosto, houve elevação de 2,6%.

“Esperamos que este resultado sinalize uma tendência de recuperação e não seja apenas um crescimento pontual, pois há ainda um longo caminho a ser percorrido para que a indústria eletroeletrônica recupere as perdas dos últimos três anos em seu nível de atividade industrial”, completa Barbato.

Powered by WPeMatico

Com incentivo à reciclagem, Antarctica gera coisa boa para o Carnaval do DF

A Antarctica vai fazer do Carnaval 2017 uma corrente para que Coisa BOA gere coisa BOA. Para conscientizar os foliões a fazerem o descarte correto de latas de alumínio durante as festas de rua, a BOA vai instalar pontos de coleta em locais estratégicos do Distrito Federal. Após os dias dos eventos, a Antarctica doará

Powered by WPeMatico

Mais de setenta Blocos de rua pedem liberação para SMTT de Aracaju

Mais de setenta Blocos de rua pedem liberação para SMTT de Aracaju

Com a proximidade do Carnaval 2017, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) de Aracaju já recebeu 72 pedidos de liberação para realização de blocos de rua ou evento semelhante. Para alinhar diretrizes e explicar o tipo de apoio que a SMTT dará para cada evento, o diretor de Trânsito Thiago Alcântara pede que esses organizadores compareçam à reunião na próxima terça-feira, 7, às 9h, no auditório do órgão.

Nessa reunião, o diretor Thiago Alcantara e o coordenador Edson Oliveira explicarão o que é necessário para a realização de um evento sem causar tantos prejuízos ao trânsito da cidade. Além disso, haverá a definição de quais eventos demandam a presença dos agentes de trânsito e das viaturas e quais demandam apenas o fechamento da rua.

Legislação

Conforme estabelecido pelo Artigo 95 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), “nenhuma obra ou evento que possa perturbar ou interromper a livre circulação de veículos e pedestres, ou colocar em risco sua segurança, será iniciada sem permissão prévia do órgão ou entidade de trânsito com circunscrição sobre a via”. Por esse motivo, a SMTT de Aracaju pede que todos os organizadores de blocos de rua ou festa semelhante solicitem, com antecedência, a liberação do evento.

O parágrafo 3º do mesmo artigo também prevê que “o descumprimento será punido com multa de R$ 81,35 (oitenta e um reais e trinta e cinco centavos) a R$ 488,10 (quatrocentos e oitenta e oito reais e dez centavos), independentemente das cominações cíveis e penais cabíveis, além de multa diária no mesmo valor até a regularização da situação, a partir do prazo final concedido pela autoridade de trânsito, levando-se em consideração a dimensão da obra ou do evento e o prejuízo causado ao trânsito. (Redação do § 3º dada pela Lei n. 13.281/16).

Powered by WPeMatico